zzzzzzznnnnnnnnnzvvvvvvvvvvv xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx ddddddddddddddddddddddddd s
Index

SOBRE A COLECÇÃO

Um Museu tem como função primordial reunir e preservar as obras de arte mais significativas de um determinado período e promover a sua apresentação, divulgação, preservação e compreensão. Neste sentido é usual a realização de exposições com obras da colecção e promover outras com o objectivo de aumentar / completar essa mesma colecção.
O Museu Virtual do Artista Desconhecido pretende ter exactamente as mesmas funções que qualquer outro museu: uma colecção, um serviço educativo e exposições temporárias.
No entanto possui uma diferença notória em relação a qualquer outro museu: as suas obras não estão assinadas, sendo, portanto, de autoria desconhecida.
Existe, assim, uma incongruência artisticamente assumida: o Museu promove obras de artistas que não querem ser conhecidos; ou melhor, estes artistas querem ser conhecidos, recordados mais pela sua obra que pelo seu nome. Como artistas necessitam mostrar o seu trabalho, no entanto, consideram o nome ou a autoria algo secundário. O nome, o Autor, é algo intrínseco



à obra de arte, todos sabemos que está lá, que alguém a realizou: quando compramos uma cadeira não interessa quem a fez - apenas se nos agrada ou não (apenas para falar no sentido estético do objecto). É este espírito que deveria presidir na apreciação das obras de arte. É este espírito que sustenta as paredes deste museu virtual ao não divulgar o nome dos autores cujas obras apresenta.

A colecção do Museu Virtual do Artista Desconhecido é um corpo que lentamente se vai construindo e que não se pretende, de forma alguma, estático. Ela está em permanente mutação, reformulando-se constantemente. Terá quatro áreas de insidência, dentro do domínio digital:
- Desenho, Pintura e Computer Based Graphics.
- Fotografia.
- Video.
- Net Arte.

Ao nível do desenho digital, incidirá essêncialmente em trabalhos realizados segundo aquilo que se consignou chamar de "curvas de bezier" que surgiram durante a dé-



cada de 90, ao lado dos "fractais"; uma forma modular que evolui até ao infinito segundo uma espiral.
Ao nível da pintura estão imagens de caráter abstracto - ao qual se podem associar outros elementos - e imagens 3D; tipo "final fantasy"; uma espécie de hiper-realismo futurista.
No grupo identificado como Computer Based Graphics estão agrupados alguns trabalhos de animação, essêncialmente executados em flash ou director.
Ao nível da fotografia, esta foi dividida em dois grupos: a fotografia pela fotografia e trabalhos que tiveram por base a fotografia mas que evoluiram para um género de imagem diferente, mas que não se identifica com os tipos anteriores.
O vídeo inclui não só pequenos clips de video-art mas também a video-performance.
A net art trabalhos que têm como base as potencialidades da própria rede.

SOBRE O MUSEU
PLANTA DO MUSEU
DIRECÇÃO

Loja / Free Store Centro Educativo / Education Center Contactos / Contacts